29/11/2017 às 09:44 - Atualizado em 29/11/2017 às 09:46

Comércio de Ijuí terá final de ano positivo conforme pesquisa da Fecomércio-RS

O município de Ijuí está dentre os principais centros comerciais pesquisados pela Fecomércio-RS para apontar o comportamento das vendas neste final de ano. Uma parcela significativa de gaúchos, ou seja, 41,9%, pretende utilizar os recursos do 13º salário para a compra de presentes (41,9%). A pesquisa de final de ano da Fecomércio-RS, divulgada na terça-feira, 21, mostra que pela primeira vez, desde 2012, a compra de presentes deverá ser o destino mais comum do 13º salário dos gaúchos. Neste ano, a quitação de dívidas e a formação de poupança surgem como segunda e terceira opção dos gaúchos. Para o Presidente do Sindilojas Noroeste, Elio Quatrin, a pesquisa é animadora, pois aponta que depois de muito tempo o consumidor pretende ir às compras neste final de ano. No caso de Ijuí, um dos municípios incluídos na pesquisa, está em andamento a promoção #eucomproaqui, uma excelente oportunidade para movimentar o comércio e beneficiar os clientes com o sorteio de prêmios.

A pesquisa também apontou para o crescimento de 7% nas vendas em relação ao Natal do ano passado. O levantamento ouviu 385 consumidores no período de 30 de outubro a 06 de novembro nas cidades de Porto Alegre, Santa Maria, Pelotas, Caxias do Sul e Ijuí. Cada gaúcho deve desembolsar, em média, R$ 505,80 com os presentes de Natal. Os tipos de presentes mais comuns neste ano serão artigos de vestuário (75,3%), brinquedos (45,7%) e calçados (18,7%). Vestuário foi citado como primeira opção por consumidores de todas as classes de renda. Os locais de compras preferidos, mais uma vez, serão as lojas do centro da cidade (73,5%), seguido por shopping centers (18,2%) e lojas de bairro (11,7%). A internet foi citada por apenas 3,6% dos entrevistados.

A modalidade de pagamento à vista mais uma vez será a preferida nas compras de Natal, citada por 73,0% dos gaúchos ouvidos. Dentre os 27,0% que afirmaram a intenção de utilizar o prazo, 45,2% pretendem pagar os presentes entre 4 a 6 parcelas, mostrando um alongamento nos pagamentos na comparação com o ano anterior.

O Presidente do Sindilojas aponta também o clima de otimismo com relação ao comportamento no mercado de trabalho, visto que a contratação de temporários deverá ser maior em 2017 do que no ano anterior, conforme outro levantamento da Fecomércio-RS, que apontou para um crescimento de 35,9% em relação ao ano passado.

A pesquisa indica que quase a totalidade das empresas (93,5%) vai empregar mão de obra temporária para desempenhar funções de vendas/comercial. As lojas líderes na contratação de temporários serão as de vestuário (43,8%), de calçados e acessórios (27,9%) e de eletrodomésticos e móveis (9,4%). Por fim, 30,9% dos contratados neste ano têm chance de efetivação.

Problemas com a imagem
Problemas com a imagem

Sobre o Sindicato

Sindicato do Comércio Varejista de Ijuí